Choveu em 44 municípios entre terça e quarta-feira
Juazeiro do Norte A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações em, pelo menos, 44 municípios entre as 7 horas de terça-feira e 7 horas de ontem (atualização às 12h45). O litoral do Estado foi, mais uma vez, a região com maior quantidade de cidades banhadas pelas águas. Já as regiões do Maciço do Baturité, Jaguaribana e Cariri apresentaram os menores volumes pluviométricos. A cidade de Ararendá, na região da Ibiapaba, obteve o maior registro, com 105 milímetros. Os municípios de Amontada (35 mm); Eusébio (32 mm); Fortaleza e Sobral (ambos com 30.5mm) completam a lista dos cinco maiores registros pluviométricos. A expectativa é que, nesta segunda quinzena de março, as chuvas caiam com maior intensidade, se comparado aos primeiros 15 dias do mês. De acordo com a Funceme, as chuvas decorreram da atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), cujo centro está posicionado sobre o Oceano Atlântico. Ainda segundo o órgão, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) principal sistema indutor de chuva no estado do Ceará, encontra-se atuando sobre o Nordeste do Brasil (NEB).

Previsão
A previsão para esta quinta-feira é de nebulosidade variável com possibilidade de chuva em todas as regiões. Para amanhã, a Funceme estende a previsão de pancadas de chuvas isoladas em todo o Estado ao fim do dia.

Reservatórios
O volume atual nos reservatórios do Estado do Ceará, que apresentam seu pior nível acumulado das duas últimas décadas, segue preocupante. O índice atual é de apenas 12,4%, conforme os dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hidrícos (Cogerh). Hoje, apenas seis açudes estão com volume acima dos 90%, enquanto outros 128 reservatórios estão com os volumes inferiores a 30% da capacidade. O Castanhão segue com 9,61% de seu volume total.


Fonte: Diário do Nordeste